Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Conheça os "ecobobos".


@marcelinhosarpa Você que tem twitter deve ter lido sobre a hora do planeta, que aconteceu nesse último sabádo, 26. E que repercutiu de uma maneira "escandalosa", se é posso dizer assim... Mais enfim, o objetivo era conseguir com que ficasssemos com as luzes apagadas durante 1h, para que isso possa "ajudar" o planeta e vice-versa.

Você acha mesmo que tirando 1h do seu dia você ajudará o planeta? E por que não faz isso todo dia, e não apenas 1h, e sim umas cinco, assim você ajudará (não muito) e estará fazendo sua parte...

Os ecobobos são os TROLLS da natureza. Os que mais falam sobre concientização mais que não fazem nada a não ser criticar dizendo que as pessoas que fazem piada com isso, não tem amor pela vida... Mais eles que falam desse "amor a vida" escovam os dentes e deixam a torneira ligada, ficam 30min de baixo do chuveiro e jogam lixo na rua, mesmo estando perto de uma lixeira.

O mundo tem que entender, que pela internet ou qualquer outro meio de comunicação (apenas 'falando'), o planeta ficará na mesma we não irá acabar com aquecimento global, nem nada. E mesmo que você ajudar, você não tem o seu devido valor por ter deixado uma lampada apaga durante um hora.

Aproveite e assista o video abaixo:


Trechos do blog Contraditoruim

Valeu, Alencar!


@wesleytalaveira Não sou de fazer tietagem a pessoas que morrem. As vezes parece que todo mundo vira "bonzinho", exemplo de vida" depois de morto. Mas isso não se aplica de forma alguma ao ex-vice presidente José Alencar.

Faleceu hoje, aos 79 anos, depois de 13 anos lutando contra o câncer. José Alencar tem muita coisa a ensinar, mas entre elas destaco duas: vontade de viver e grandeza em reconhecer que estava perdendo a luta.

Alencar tinha uma sede pela vida que impressionava a todos. Várias cirurgias, um inimigo forte tomando conta de todo o organismo dele, e mesmo assim ele mantinha o sorriso no rosto e a força para enfrentar tudo. Disse que não queria morrer antes de terminar seu mandato de vice-presidente e assim aconteceu. Dizia que "era sua obrigação lutar pela vida", e assim lutou o tempo todo.

Mas Alencar teve uma outra qualidade difícil de ver hoje em dia, que eu diria ser talvez até maior do que o desejo pela vida: teve a grandeza de reconhecer que estava perdendo a luta. Sabia que tinha um inimigo mais forte que ele, e lutou, mas por várias vezes disse que sabia que estava perdendo. Sabia que estava próximo do fim. E enfrentou esse processo com uma dignidade e grandeza que faz dele um modelo de ser humano. Grandeza essa que só tem os que estão abertos à vida, prontos para encarar qualquer situação, prontos para o que "der e vier".

A luta de Alencar virou quase um "reallity show". Todos acompanharam suas internações, suas altas médicas, suas entrevistas. E em todo tempo vimos o otimismo com que ele lidou durante todo o tempo. José Alencar merece ser aplaudido de pé. Deixa a vida com a missão cumprida. Sai da vida para entrar para a história.

Valeu, Alencar!

Quem diria, Kassab!


@wesleytalaveira E quem diria que o atual prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, que até menos de 6 anos era totalmente desconhecido do país e que chegou ao poder por ser vice do Serra, com a sua cara de porteiro de igreja e personalidade totalmente insignificante seria o protagonista do maior imbróglio eleitoral dos últimos tempos.

O atual prefeito, que com certeza ninguém sequer imaginava ter alguma real influência política, criou seu novo partido, o PSD (Partido Social Democrático) e está causando uma verdadeira histeria em partidos da oposição como PSDB e DEM, de onde saiu. Já arrancou das mãos dos antigos companheiros gente como Guilherme Afif, vice-governador de SP, Kátia Abreu, senadora e vários outros nomes importantes. Já tem apoio em mais de 9 estados, o que já lhe dá garantias legais para a criação do partido.

Infelizmente Kassab mostrou ser apenas mais um político velho que usa o poder em benefício próprio. Todo mundo sabe que seu novo partido tem apenas o objetivo de driblar a Lei eleitoral, pois sua intenção de fato é se mudar para o PSB, mas correria sério risco de perder o mandato se fizesse isso agora. O que ele fez, então? Criou um partido novo e causou uma verdadeira baderna em varios outros partidos, com o único objetivo de satisfazer sua sede de manter o poder.

Kassab conseguiu algo que era quase inconcebível: fazer um partido pior que o PMDB, sem personalidade, sem ideologia, que existe apenas para apoiar quem está no poder e ganhar alguns cargos.

Quem diria, Kassab!

Música de Domingo: Pelo Engarrafamento - Otto

A cada música ele mostra ser muito mais do que o ex-marido da Alessandra Negrini. As músicas do pernambucano Otto já embalaram festas do Oasis e venderam várias cópias em lojas americanas. E no Brasil ele tambem tem um bom currículo: participou do Nação Zumbi e Mundo Livre S/A, um de seus discos foi escolhido como o melhor de 1998, pela Associação Paulista dos Críticos de Arte, cantou com Tom Zé e gravou vários trabalhos solo.

Nossa dica de Música de Domingo de hoje é "Pelo Engarrafamento", de Otto. O clipe foi produzido pela TRAMA e tem participação do ator Mateus Nachtergalle.

A mais nova blogueira



@marcelinhosarpa O brasileiro tem mania de sair baixando o sarrafo em TUDO sem ao menos procurar saber exatamente do que se trata. Escuta o galo cantar, não sabe aonde. Mea culpa. A preguiça de procurar saber mais ou a necessidade de apenas surfar aquela onda, não perder o timing, de se mostrar descolado, de ter opinião – que geralmente apenas valida a da maioria

A verdade é que ao ler a notícia da foto acima eu entrei em rage no Twitter e rapidamente me tornei mais um na multidão.

Minto, eu não li a matéria. Se tivesse realmente lido não teria tido que me retratar, pedir desculpas pelo meu julgamento apressado, pela minha necessidade de pagar de informado, de fazer parte da massa raivosa que cada vez mais se torna característica das redes sociais. Eu, como a maioria, me levantei contra algo que desconhecia. Eu, como a maioria, agi como um ignorante. Embasei minha opinião na da maioria, busquei a unanimidade e, como já dizia Nelson Rodrigues, toda unanimidade é burra.




O Twitter latia em conjunto sobre o absurdo de Maria Bethania ter “ganho” do Governo 1,3 milhão de Reais para produzir um blog. “Ah, toda essa grana para produzir APENAS um blog”, “Isso é pilantragem, um blog não custa isso tudo” e outras afirmações pipocavam em TODA timeline.

Pouca gente se deu ao trabalho de procurar saber a verdade por trás dessa manchete. Primeiro ela não ganhou o dinheiro e sim o direito de captar esse valor utilizando os beneficios fiscais da Lei Ruanet. Segundo o G1 não trata-se de um blog e sim de um projeto cultural. “Pela manhã, o jornal “Folha de S. Paulo” publicou que a artista conseguiu autorização do MinC para construir um blog (projeto Pronac 1012234),que terá um vídeo diário de 1 minuto de duração com a cantora interpretando grandes obras de poesia. O cineasta Andrucha Waddington, que dirigiu o documentário “Maria Bethânia – pedrinha de Aruanda”, será o responsável pela produção dos 365 filmetes.O site é inspirado no espetáculo Bethânia e as Palavras, em que a artista recita poemas e trechos de textos de escritores como Fernando Pessoa, Guimarães Rosa, Manuel Bandeira e Sophia de Mello. A página será coordenada pelo antropólogo Hermano Vianna.”

Opa! Não é um blog, é um site. Um site, amigos, dependendo de como for criado, pode custar um ZARALHO de dinheiro. Isso é fato. Sem conhecer o projeto não dá pra julgar, mas vamos adiante. 365 filmetes sob a batuta de um diretor renomado. 365. Se a grana fosse TODA utilizada para produção de vídeos cada um custaria cerca de 3,5 mil Reais. POUCO. Aí, exposto isso, a turma do gato gago, aqueles que gostam de um mimimi, começam com argumentos como “Ah, se ela utilizasse outro diretor ia sair mais barato” – sim, mas ELA tem o DIREITO de escolher o melhor para o projeto que vai ser ASSINADO por ela. SIMPLES. “Ah, mas eu gravo filmetes em casa, de graça” – por isso que ficam ESSA MERDA. Se quer se fazer algo profissional se tem custo com direção, direção de arte, edição de vídeo e som, equipamentos e tudo mais. “Ah, mas é poesia, ninguém na web quer saber disso!” – é, cultura, quem precisa de cultura, não é mesmo? SEM VER O PROJETO NÃO DÁ PRA JULGAR!

Mas o que mais me assustou foi ver gente usando o SEGUINTE argumento: ”Ah, mas ela podia ter bancado sozinha, não utilizado benefícios fiscais, ela é Maria Bethania”. Sério? Sério MESMO? Sério que ela vai sofrer esse tipo de cobrança por ser uma cantora de renome? (Goste você ou não, eu mesmo não gosto) Brasilzinho de merda onde uma pessoa que venceu na vida tem que levar na cabeça afinal só o pobre coitado tem o direito de ser herói.

O que eu acho interessante é que o que deve ter pesado mesmo foi o termo BLOG. Captar 1,3 milhão para um BLOG, essa coisa de desocupado.




E aí, 1 ou 2 milhões para um filme do RESTART? Puta cultura. Não vi ninguém no Twitter reclamando. Como não vi ninguém reclamando do 1,63 milhão aprovado para a produção do DVD TCHAKABUM É PURA ENERGIA ou para o show de Henrique e Hernane. Duvida? CLIQUE AQUI

É, amigo, acha errado? Eu também. Acho uma merda termos bancado a grana de Chatô, 36 milhões, que Guilherme Fontes torrou em um filme que nunca foi VISTO. Acho uma merda bancarmos o filme da Bruna Surfistinha quando não temos participação na bilheteria. Somos sócios de projetos culturais caracu. E não entramos com a cara. Mas, amigos, acho uma merda maior crucificarem a Bethania por querer por em prática um projeto cultural dentro dos meios legais e cabíveis simplesmente por ela ser quem é!

Se vamos gritar contra a Ministra da Cultura, gritemos! Se vamos gritar contra o formato, gritemos! Agora, venhamos e convenhamos, vamos nos rebelar – mesmo que sejam revoluções de sofá – com os argumentos certos, pelos motivos certos e contra as pessoas certas.

Não tenho esperanças que você mude de opinião após ler isso aqui, eu não sou o dono da verdade. Mas se acaso mudar, tenha orgulho disso. Pessoas inteligentes mudam de opinião o tempo todo porque são inteligentes o suficiente para saber que estão em constante processo de aprendizado. Afinal, caro amigo, quem tem ideia fixa é doido.

Ps. Se o projeto dela ficar uma merda eu, mais uma vez, direi MEA CULPA e, inteligente que sou, mudarei de opinião.

Ps2. Esse seria o projeto. Dei uma olhada rápida não vi nenhuma grande discrepância. Se você achar alguma, por favor, nos ilumine.

Protestos civilizados: coisa de outro mundo?


@wesleytalaveira Quando uma população não está satisfeita com uma decisão de governantes, como ela deve fazer para demonstrar isso? Protestando. Um grupo de pessoas que representem essa população se encontra e tenta um contato com o governante, a fim de pedir que a tal medida seja revista. Isso se chama negociação. é a maneira mais civilizada de se pedir algo não é? Sim, é, mas nem sempre funciona assim.

O que dizer de um bando de estudantes que vão expressar nas ruas de São Paulo todo seu instinto selvagem, sob a desculpa de protestar? Sim, é assim que eu vejo os integrantes do movimento Passe Livre, que vem organizando uma onda de depredações e tumultos na cidade sob a desculpa de estar protestando contra o alto valor da tarifa de ônibus em SP: R$ 3,00.

Esse grupo se reuniu na última quinta feira a noite no centro de SP, e ao invés de protestar, resolveram sujar todo o centro (que já é sempre sujo), espalhando lixo, quebrando lixeiras, pixando ônibus e fechando o trânsito do centro. E, pra completar, tentaram invadir a estação Anhangabaú do metrô. Aí virou pancadaria generalizada. Os poucos seguranças da estação tentaram conter o movimento e sairam distribuindo golpes de cacetete em todo mundo, inclusive num operador de câmera da Record. Muita gente se machucou, entre eles oito seguranças da estação.

O preço da passagem em SP está caro? Sim, muito. É impossível imaginar os ônibus de SP custando mais caro que o metrô, que custa R$ 2,90 e tem qualidade infinitamente maior. Mas nem mesmo isso justifica o vandalismo que esse grupo vem praticando pela cidade. Percebe-se neles que poucos ali tem realmente o objetivo de protestar contra alguma coisa: a maiora está ali pela baderna, e só por isso.

Será que é tão difícil protestar de forma organizada? Ou vai ver eu sou um louco imaginando algo de outro mundo, um "mundo civilizado", que cada vez mais parece estar tão distante do nosso Brasil. Apoio a iniciativa do protesto, e até participaria. Mas diante do vandalismo barato que esse grupo vem praticando, prefiro ficar em casa. 

O pior foi ver o símbolo do comunismo na imagem do Passe Livre. Será que os comunistas acreditam ser assim que se resolvem as coisas? Prefiro não responder.

#MusicaDeDomingo: Entrevista com a Banda Trader @bandatrader


Composta por Ricardo, Flávio e Jhésus, a Banda Trader foi formada em 2003. Durante esse tempo a banda passou por algumas mudanças em sua estrutura musical e tocou em importantes casas de shows de Curitiba, onde moram os integrantes. Já lançaram um CD em 2006 com músicas em inglês e gravaram algumas músicas no estúdio da banda Jota Quest, em Belo Horizonte - MG.

Agora com 8 anos de existência, mais profissional e mais madura, a banda que já é referência em Curitiba vem conquistando seu espaço no mercado musical brasileiro, com seu som que mescla o pop, rock, blues e grunge, o que resulta em músicas leves e agradáveis de ouvir, mas com uma dose do bom e velho Rock'n Roll.

Conheça mais da Banda Trader nessa entrevista:


(Por Wesley Talaveira e Liesel Hoffmann)


Como tudo começou, e por que o nome Trader?
Começamos em 2003, gravando musicas no PC e ensaiando umas 2, 3 músicas que haviamos feito! O nome Trader veio depois, antes a banda se chamava Wipe Out, mas como haviam muitas bandas com esse nome, resolvemos mudar! Trader por causa da sociedade, todos somos Trader de alguma forma (negociantes, comerciantes)! Tanto em coisas boas como ruins, todos são Traders!

Quem compõe as músicas da banda? O que levam em conta na hora de escrever uma letra?
Geralmente sou eu, Ricardo, que levo as melodias para a banda para trabalharmos juntos os arranjos! As letras passaram por bastante mudanças, já escrevi muito em relação a se sentir isolado na sociedade, tentar ser uma pessoa bacana quando muitos não são. Mas hoje em dia tenho sentido escrito sobre tentar amadurecer, tentar sempre crescer e estar feliz com a pessoa amada!

Quais bandas ou cantores são influência nas musicas de vocês?
Somos um trio agora e cada um gosta de alguma coisinha diferente! Eu gosto muito de blues, grunge e pop, o Flávio que é o baixista gosta muito de Rock pesado e Metal, e o Jhésus o baterista gosta muito de rock classico, metal e metal melódico tb!

A banda passou por uma série de mudanças nos últimos anos. Quais foram essas mudanças e porque elas aconteceram?
Tivemos bastantes mudanças de formação, algumas brigas, coisas que deixaram os componentes da banda magoados, mas são coisas que foram superadas e agora estamos bem, tentando crescer com a internet, com a divulgação!
Tivemos momentos maravilhosos também, como ter gravado 3 faixas no estudio do Jota Quest em BH! E agora fomos convidados para colaborar com uma faixa nossa num CD Acustico da Radio “Mundo Livre Fm” que é uma das maiores daqui de Curitiba, estamos bem felizes!

Procuram atingir um público alvo específico? Se sim, qual?
O engraçado é que pessoas de varias faixa etárias tem gostado do nosso som, desde adolescentes até pessoas de meia idade! Estamos felizes com isso! O CD está bem variado, mas acredito que o publico que tem mais apreciado a gente é o entre 18 e 40 anos.

Qual tem sido a aceitação das músicas de vocês?
Estamos felizes pelo fato de muitas pessoas estarem achando nosso som agradável de ouvir, dizem que é rock, que tem pegada, mas que é gostoso de ouvir. Isso pra mim foi um otimo elogio!

Vocês escreviam músicas em inglês, e voltaram a compor em português. Num momento em que vários cantores brasileiros escrevem em inglês de olho no mercado internacional, por que a decisão de mudar o idioma das músicas?
Acho que porque ainda não escutei uma banda em português com o estilo das nossas musicas, que mistura o blues, o rock alternativo e o pop! A aceitação com as musicas em portugues está grande, então decidimos focar na nossa língua, ficar por aqui mesmo rs... Pensamento grande sempre, mas voltado a ficar grande no Brasil mesmo por enquanto.

Banda Trader

Como vêem o mercado musical no Brasil?
Vemos que hoje em dia está dificil conseguir uma gravadora, o apoio é diferente hoje em dia. E bandas jovens cada vez mais aparecem pela facilidade de gravar um disco em um home studio, então a concorrência está grande! Apesar do fato de música ser arte, e cada banda ter sua identidade, mesmo assim querendo ou não fica mais exigente. Tem que correr atrás! Estudar musica, ensaiar muito.

Como vêem a participação da internet no mercado musical no Brasil? Acham que a mídia tradicional – TV e rádio – valorizam o trabalho de quem começa a carreira pela internet, ou as bandas novas encontram resistência?
Agora a música virou um mercado audio visual, é muito visual também, e muito eletrônico também, no sentido da internet! Sem a internet hoje em dia o artista não sobrevive a não ser que seja um ícone de anos, um martir da música. Tem muita banda nova jovem crescendo graças a Internet! Acho que o caminho é realmente esse!
Acho que em relação a TV e Radio, se o artista tem um grande numero de ouvintes e telespectadores, é o que importa. A mídia tradicional precisa de muita audiência, se a banda tem fãs na internet os mesmos irão apoiar na radio e TV, com certeza.

Várias bandas que fazem sucesso hoje começaram na internet, como a banda CW7, que foi entrevistada por esse blog. Quais é a importância da internet no trabalho de vocês?
Admiro bastante o trabalho do pessoal da Cw7, acompanho eles desde o começo. Fico feliz demais pelo sucesso deles, e vejo que eles divulgavam todo dia, 24 horas por dia pela internet. Então o trabalho duro de uma divulgação na internet, pode parecer que não da resultado, mas dá sim, e muito.

Vocês são de Curitiba, e sabe-se que boa parte do mercado musical brasileiro se encontra no eixo Rio-São Paulo. Qual a dificuldade em começar uma carreira fora dessas cidades?
Curitiba está crescendo bastante, mas ainda assim é fraco. Para quem quer realmente ser famoso com sua música própria, vender shows proprios e discos, não poderá escapar do eixo Rio-São Paulo! Nestas duas cidades, principalmente SP você consegue ter público para todo tipo de banda, estilos etc. As pessoas pagam mesmo para ir ao show e compram o disco. Apoiam a música própria.

Há planos de cair na grande mídia, como TV e rádio? Se sim, entre esses planos existe a possibilidade de se mudarem de Curitiba?
Estamos com uma parceria legal com a rádio “Mundo livre Fm”, e volta e meia eles tocam nosso som na programação. Agora vamos colaborar com uma faixa pra eles, estamos torcendo para que entre na programação normal da radio mesmo. O bom é que esse disco terá grandes bandas daqui como Punkake! bandas que já estão fazendo um nome por aqui. Quanto a se mudar , acho difícil por enquanto, pois estamos começando a divulgação e programando shows covers também! Existe muito trabalho a fazer ainda com esse disco.

Muitas bandas novatas encontram resistência entre os fãs de grandes nomes da música. Como conquistar esse público?
Acho que com humildade e simpatia sempre! E ensaiar muito, fazer um bom trabalho. O público sente quando a música é sincera e vinda do coração. Uma boa interação e simpatia com o publico ajudam muito.

O que levar em conta na hora de se começar uma carreira?
Tem que estar preparado para muitas portas que vão fechar; no show cover principalmente existe muita concorrência e tem que estar pronto para o que der e vier, e muitas vezes ter que tocar o que não lhe agrada, mas trabalho é trabalho.

Que mensagem deixariam aos leitores do blog que pensam e iniciar uma carreira como cantor ou com banda?
Galera, a música é um trabalho como qualquer outro, se você descobriu em você um talento, vá, estude muito, trabalhe e ensaie muito. E tente sempre deixar um clima leve entre você e os companheiros de banda, vocês estarão juntos sempre. E acho que acima de tudo, tentem fazer uma música que venha de dentro do coração, a música é o alimento da esperança às pessoas!

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub