Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Gigante Sem Critérios

Créditos da imagem: Blog do M. Marinho

Pelo jeito o Gigante acordou novamente. Depois de um despertar confuso em junho do ano passado, quando "manifestantes" protestavam contra tanta coisa que no fim não conseguiram nada além do apoio dos artistas da Globo que sempre aproveitam uma oportunidade pra aparecer na mídia e tentar mostrar que não são inúteis como parecem ser, eis que o Gigante parece ter despertado de novo de seu sono. Mas como bom brasileiro avesso a horários e cronogramas, o Gigante acordou atrasado e agora teve que sair correndo, às pressas. 

Falo dos novos "protestos" que vem tomando conta de São Paulo, agora contra a Copa do Mundo. Sim, já há "sociólogos" comparando esses "protestos" aos que aconteceram em junho e, olha só, aos comícios das Diretas Já. Todo dia aparece um grupo na Avenida Paulista - ah, sempre na Paulista - empunhando faixas cheias de frases prontas como "mais saúde, menos estádios", "queremos escolas padrão FIFA", que dão ótimas fotos para o Instagram com legendas cheias de frases de efeito e hashtags. Mais uma vez o Gigante acordou e resolveu tirar do sono eterno cantores como Renato Russo e Cazuza, que se reviram no túmulo vendo suas músicas servirem de pano de fundo para o tal Gigante. 

Mas como eu disse no começo, cronogramas não são a especialidade do brasileiro. Sempre nos atrasamos em tudo. Atrasamos pra acordar, pra sair de casa, pra chegar no trabalho, pra voltar do almoço, pra entrar no cinema, no encontro com a namorada, em tudo. Somos o inverso dos britânicos: enquanto lá a pontualidade é algo inquestionável, aqui o atraso é algo imutável. E esse atraso chegou também aos protestos contra a Copa. Vamos falar a verdade: desde 2007 o Brasil sabia que seria sede da Copa do Mundo de 2014. Por que protestar só agora? Só agora, que quase todos os estádios estão prontos, que as Seleções já foram sorteadas e separadas em grupos, que já há toda uma estrutura organizada? Faz favor!

Assim como os protestos de junho - aliás, eu fui um dos únicos que criticaram esses protestos - esses movimentos contra a Copa do Mundo tem como objetivo apenas desestabilizar um país já quase quebrado por anos de um petismo desastroso. Ou será que alguém realmente acha que a FIFA vai cancelar a Copa do Mundo aqui porque um grupo de universitários escreveu umas faixas em casa pedindo mais qualidade em hospitais que eles não frequentam e em escolas onde nunca estudaram? E vamos lá, digamos que por um acaso a FIFA realmente se comovesse com esses protestos e cancelasse tudo agora; vai, talvez transferisse tudo pra Alemanha, que já tem estrutura completa caso alguém queria fazer uma Copa do Mundo lá amanhã. Se isso acontecesse, e os bilhões que já foram gastos em estádios? E o Mané Garrincha que vai ser o maior elefante branco da história do Brasil, com ficam? Não seria pior? Tanto dinheiro gasto à toa num país já conhecido por jogar dinheiro fora todo dia, seja em conta de mensaleiros, seja em cueca de irmão de deputado. 

Queridos, se vocês queriam protestar contra a Copa sinto informar, mas vocês chegaram tarde demais. Já tá tudo pronto. Sim, concordo com os gritos que pedem melhorias na saúde, na educação, e etc e etc. Mas agora já era. A Copa vai acontecer e ainda está arriscado os "manifestantes" serem tratados como terroristas pela Polícia que já é conhecida pela sua truculência. 

Fazer o que? Agora, que venha a Copa, e as demais coisas nos serão acrescentadas. Ou não! 

Nós não tucano, nós de direita


Como bem disse Antônio Prata no artigo de seu blog, muitos pensaram que o conceito velho de direita e esquerda havia se acabado depois que o Muro de Berlim veio ao chão e seu entulho passou a ser vendido como souvenir. Parecia que a Colgate havia conseguido unir todo o mundo ocidental num único sorriso branco, longe de ideologias rotuladas. Mas eis que essa briga boba, essa picuinha surge novamente, e no Brasil principalmente depois que chegou ao poder um partido que se esforça para esgoelar ao mundo que é de "esquerda", mas que abandonou muito da ideologia esquerdista em nome da "governabilidade" (governabilidade, treinabilidade... Tite curtiu isso!). Para esse partido, qualquer um que critique qualquer coisa feita por qualquer membro de sua quadrilha agremiação é um "reacionário", "golpista", "conservador", "direitista", "tucano". Eu mesmo, aqui mesmo nesse blog, já fui chamado de "tucano enrustido" por um "militante" desse tal partido. O líder máximo desse partido e ex-presidente da República faz, há 10 anos, um esforço enorme para dividir o país entre "nós" e "eles", sendo o "nós", todos os que aceitam servilmente tudo o que o partido manda, e "eles" qualquer pessoa que se enquadre nos adjetivos acima. 

Preciso explicar que o "partido" que mencionei é o PT, e que o "líder" é o Lula?

Só o que eles, e principalmente o senhor Lulla, não conseguem entender é que o mundo não é dividido entre bem e mal, por mais que nossos pais e a escola tenham nos ensinado isso quando crianças. Não vivemos num mundo dividido entre "mocinhos" e "vilões". Nem as novelas tem mais essa concepção, é só olhar o Félix de "Amor a Vida". Vivemos num mundo plural, com opiniões abertas que contemplam sim a mudança de opinião e concordar com ambos os lados, quando isso for necessário. O conceito de esquerda e direita só fica bem na boca do PSTU, que em pleno século XXI ainda fala na "luta dos camponeses, das mulheres e dos negros contra o sistema dos patrões". 

Pior ainda é classificar qualquer pessoa que critique algum governo petista como "tucano". Sim, Aécio Neves deve adorar saber que o PT lhe entrega diariamente milhares de "seguidores". O PSDB não é um partido único, assim como o PT também não é. Aliás, se tem uma coisa que não existe dentro do PSDB é unidade. O partido mais parece um grupo de perus bêbados que batem cabeça sem saber para onde estão indo. Sinceramente, classificar quem critica o Governo Federal como "tucano" é desconhecer a própria política brasileira. 

Sim, é fato que todos os partidos políticos brasileiros (até perdi a conta, quantos são, mesmo?) poderiam ser divididos facilmente em três grupos: o PT e seus partidos satélite, o PC do B e o nascido já falido PROS, PSDB e seu satélite, o DEM (o DEM ainda existe? #duvida) e o PMDB e todas as outras agremiações (PDT, PSB, PPS, PR, PSD e por aí vai), sendo esse terceiro grupo aquele sem ideologia qualquer, que apoia quem estiver no governo. E outra coisa é fato: em todos esses partidos (até no PT, acredite!) há gente boa, comprometida com o bem público e coerente com sua missão política. Não, político não é tudo igual. Ou seja, dá pra dividir o país em esquerda e direita? Não, mas tem gente que tenta. 

O título do post é uma resposta ao post do Leonardo Sakamoto, que resumiu muito bem o outro lado da crítica: qualquer pessoa que se diga simpatizante da esquerda é tachado de petista. Até porque de esquerda o PT não tem mais praticamente nada. Aliás, tem sim: o lado ruim do esquerdismo, que vive de bajular falidas economias comunistas e de sonhar com uma "revolução bolivariana" no Brasil. E outro erro crasso é classificar o PSDB de "direitista". Primeiro porque a própria história da Social Democracia está ligada a conceitos esquerdistas. Segundo porque boa parte da galera dentro do PSDB sequer sabe qual ideologia segue. E reafirmo que tentar dividir o mundo entre esquerda e direita é burrice, porque nem a direita é tão direita como antes, nem a esquerda é tão esquerda como antes. 

Mas, só pra facilitar as coisas pra o Lula (e parece que interpretar textos não é lá sua maior habilidade), se ser de direita é ser oposição ao PT, então eu sou sim, de direita, mas não sou tucano. Admiro figuras políticas do PSDB, como o Serra e o FHC, mas não voto no Aécio de jeito nenhum e tem figuras dentro do PSDB em quem não votaria nem que fosse candidato único. 

Enfim, não sou destro nem canhoto, nem de direita nem de esquerda, nem religioso nem ateu, nem nerd nem descolado. Estou em cima do muro, um lugar confortável de onde posso ver os dois lados e pegar o que há de melhor em ambos para formar minha opinião. 

Vem pra cima do muro você também. Vem!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub