Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Agora Vai #2 O resultado dos primeiros 30 dias

E aí, galera! 

Passados os primeiros trinta dias de reeducação alimentar e uso das fórmulas indicadas pela Dra Alyne, chegou a hora de voltar ao consultório pra ver o resultado. Sim, a expectativa foi grande, muito grande! Como vocês puderam acompanhar no Facebook durante esses dias, não foi fácil. Preferi não me pesar durante todo esse tempo pra evitar a neura, achei melhor deixar pra saber somente no consultório da doutora. 

Bom, lá fui eu novamente. Atrasado e esbaforido de novo, como já é de costume, Cheguei ao consultório e fui logo para a bioimpedância, a balança dedo-duro que revela qualquer deslize! rs 

Pesagem feita, a surpresa: perdi 4 quilos de gordura! Sim, QUATRO kilos em 30 dias! Sabe quando você não consegue conter a emoção, e só falta chorar como se estivesse em um desses programas sensacionalistas da TV? Foi assim que eu me senti, só faltava a música triste e o close da câmera no meu olho pra fazer chorar de vez! rs 

Fui elogiado pela doutora, que percebeu o quanto estou focado na minha nova meta de perder peso! A bioimpedância revelou, na verdade, que perdi 4 kilos de gordura e ganhei 1 de músculo, o que resultou num total de 3 kilos a menos! Ainda ganhei 1 kilo de músculo, apenas caminhando! haha

Sim, foi muito, muito empolgante ver esse resultado logo no primeiro mês. Agora recebi novas fórmulas para continuar o acompanhamento. 

Bora rumo ao peso certo! rs

#Opinião Desinformados, despolitizados ou mal informados.



Ano de eleição é sempre assim: PT e PSDB se digladiam e disputam quem gosta mais ou menos de pobre, quem trabalhou mais ou menos pelos "menos favorecidos", quem é o candidato dos ricos e dos bancos, quem teve a origem mais humilde, quem é o mais religioso e por aí vai. Independente de quem seja o candidato, a estratégia sempre vai ser essa. 

A briga da vez tem raiz numa entrevista dada pelo ex-presidente FHC aos blogueiros Josias de Souza e Mário Magalhães onde, entre vários outros trechos bastante interessantes e lúcidos,  o presidente conclui que "o PT cresceu nos grotões porque tem os votos dos menos informados". Pronto, o circo estava armado para o petismo iniciar sua série de ataques de baixíssimo nível, associando - como sempre - o ex-presidente e o PSDB aos "ricos". Como sempre fazem, tiraram uma frase de seu contexto para atacar e criar novamente uma briga ridícula que não leva a lugar nenhum - alguns petistas já organizaram inclusive o "churrascão da gente desinformada"... tsc tsc. 

Acontece que FHC tem razão. Pelo menos em partes. O PT sabe que dialogar com pessoas esclarecidas é, sempre foi e sempre será uma pedra no sapato do partido. É difícil a um petista clássico explicar os rumos do partido a uma pessoa politizada, envolvida com assuntos políticos e informada sobre os bastidores do Governo. Mais difícil ainda é confrontar o momento atual do partido com sua história. 

O PT prefere, então, buscar votos em lugares com pessoas menos escolarizadas e menos politizadas, onde sabem que sempre será mais fácil convencer com argumentos sentimentais - nós cuidamos dos pobres, nós tiramos não sei quantos milhões da pobreza e por aí vai. 

Acontece que nem sempre uma pessoa com pouca escolaridade é uma pessoa desinformada. E nem sempre uma pessoa escolarizada, com superior e o raio que o parta é uma pessoa informada. Conheço bachareis ignorantes e não alfabetizados de uma lucidez incrível. O problema do brasileiro, na minha modestíssima opinião, não é a falta de informação. É a falta de politização. E é nessas pessoas que o PT finca suas raízes. 

O Brasil é um país completamente despolitizado. O brasileiro não dá a mínima para a política, não sabe sequer como funciona a divisão de poderes no país. Quer uma prova? Saia agora na rua - se não for tarde, claro - e pergunte para o primeiro que você encontrar se ele sabe a diferença entre as atribuições do prefeito e do governador do Estado. Se a pessoa se mostrar receptiva, continue o papo e pergunte se ele sabe o que faz um Senador da República. Se ele continuar receptivo, prossiga perguntando se ele sabe a diferença entre Legislativo, Executivo e Judiciário. Se a conversa render, pergunte a ele a diferença entre governo municipal, estadual e federal. Sim, você irá se decepcionar. 

Somos um povo que vota sem saber qual será a função do votado. Aliás, votamos e no dia seguinte sequer lembramos o nome de quem recebeu nosso voto. Temos muito o que reclamar, mas não sabemos a quem, e vivemos de reclamar pelas ruas e bairros, sem sermos ouvidos, porque não sabemos qual esfera devemos procurar, exatamente porque não sabemos essa diferença entre as esferas do poder - os protestos do ano passado deixaram isso muito claro, quando víamos pessoas reclamando com o Governador do Estado a má qualidade do transporte público municipal. Não sabemos o nome do vice-qualquer coisa, não sabemos quem são os suplentes dos que votamos e nem se a pessoa em quem votamos ficou no mandato até o final, se se manteve no mesmo partido. Aliás, partidos políticos são outra prova da nossa despolitização. Temos no Brasil hoje 31 partidos políticos. Se a mesma pessoa com quem você estiver conversando ainda não tiver te colocado pra correr, pergunte a ela de quantos partidos políticos ela lembra o nome. Aposto qualquer coisa que ela irá te dizer PT, talvez PSDB e numa possibilidade remota o PMDB. Mais do que isso é praticamente impossível! 

Sim, é nesses despolitizados que o PT encontra terremo fértil pra fincar suas raízes, pois são pessoas que sequer sabem a que o fulano está concorrendo, mas desde que seja do PT merece o voto. E digo mais: é do interesse do PT que o Brasil continue despolitizado assim, do contrário os paulistas saberiam que sua senadora Marta Suplicy deixou o cargo para assumir o Ministério da Cultura e colocou em seu lugar um poste chamado Antônio Carlos Rodrigues, candidato a tudo em SP que vive de se eleger e colocar suplentes em seu lugar, e que está no Senado sem receber um único voto. E esse é apenas UM dos vários exemplos que teríamos para dar.

Então discordo em partes de FHC. Concordo que o PT foge do debate ao máximo possível, mas não para se abrigar apenas entre os desinformados, mas principalmente entre os que, como Eduardo Jorge, pensam que "não tem nada a ver com isso".

#FatosBoatos Aécio Neves é, realmente, usuário de drogas?


Já dizia Joseph Goebbels, ministro da comunicação e mente pensante do nazismo alemão: "uma mentira dita mil vezes torna-se verdade". E infelizmente a internet a cada dia parece reforçar essa ideia, que também é amplamente usada por alguns grupos políticos, sempre como forma de tentar reverter alguma desvantagem eleitoral.

Sim, a política parece ser celeiro inesgotável de boatos, sempre com a intenção de desconstruir a imagem de um adversário. Alguns desses boatos são velhos e batidos, mas ganham uma sobrevida a cada eleição, ressuscitados por opositores e gente de má índole, sem falar nos "maria-vai-com-as-outras", que vivem de repetir um discurso do qual nunca investigaram a fonte. É disso - e desses - que vive um boato. 

Um desses boatos, que vez por outra aparecem por aí, é o que diz que o candidato do PSDB à presidência Aécio Neves é usuário de drogas, principalmente cocaína. O boato surgiu principalmente quando surgiu a notícia de que o helicóptero de um senador mineiro, supostamente aliado de Aécio, havia sido apreendido com 450Kg de cocaína. Daí para ligarem o nome do candidato ao fato foi um pulo. Disso surgiram inúmeras piadinhas na internet, imagens associando Aécio ao uso de drogas e expressões chulas que tentam a todo custo reforçar o boato, bem ao estilo Goebbels. 

O boato: Aécio é usuário de drogas. O fato: ninguém nunca conseguiu qualquer prova disso. O candidato já desmentiu isso diversas vezes, mas ainda assim a história aparece a cada eleição. 

Enfim, eis mais um boato desmentido. Até a próxima eleição, pelo menos. 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub