Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Conteúdo inteligente X pontos no Ibope: eis a questão



@wesleytalaveira - Quem nunca criticou o conteúdo da TV levante a mão. Levante também quem nunca assistiu o Faustão ou o Sílvio Santos, no domingo. Sim, a TV é ao mesmo tempo um dos meios de comunicação mais poderosos e mais polêmicos, com a capacidade de influenciar opiniões. E no meio dessa polêmica toda, surge o assunto: o que é mais importante: conteúdo ou pontos de audiência?

Os críticos da TV dizem ser ela um meio burro, alienante, que só contribui para enfraquecer intelectualmente nossa população, além do conhecido discurso da "manipulação das imformações". Dizem que a mídia é tendenciosa, "golpista", do que concordo em partes. Os que apostam a favor dizem que a função da TV é entreter, não educar. Aí entra uma questão fundamental: qual é a função da TV?



É fato que os programas de maior audiência da TV são todos de gosto duvidoso, ou dirigidos a um público-alvo de baixo nível intelectual. Quase todos os programas de auditório, como Faustão, Domingo Legal e Programa da Eliana são baseados em clichês, com músicas sem qualquer componente poético, onde impera o brega e o mal gosto. Além deles, os Reallity Shows como BBB e Fazenda vem cheios de fórmulas prontas, clichês e tentativas de "quebrar preconceitos", mas que acabam por simplesmente levantar discussões bobas e que nunca chegam a lugar nenhum. Sem falar em seriados como Malhação que apenas reforçam a ideia de que o adolescente que não é o "galã pegador", que não beija certa quantidade de meninas por dia não merece amizade dos demais. Mas todos esses programas tem algo em comum: boa audiência.



Por outro lado, programas de bom gosto, qualidade, inteligência patinam na audiência, quando não beiram o traço. Pode-se dizer que assim aconteceu com Som e Fúria, exibido pela Globo no ano passado, que mostrava a rotina de atores de cinema e nos brindou com ótimas cenas de interpretação de Shakespeare, mas chegou a cair para a vice-liderança por algumas vezes e com Norma, programa comandado por Denise Fraga que trazia para a mesa de debate temas atuais do nosso cotidiano; Norma foi um programa "papo-cabeça" maravilhoso, mas chegou a deixar a TV Globo em 4° lugar no Ibope. O seriado Tudo Que é Sólido Pode Derreter, exibido na TV Cultura no ano passado, retratava a adolescente Thereza (Mayara Constantino), estudante de ensino médio que vivenciava as tramas da literatura brasileira e portuguesa, e reproduzia em seus amigos e cotidiano personagens como Capitu, Ismália e Camões. O objetivo da trama foi reconqustar o desejo do adolescente pela literatura brasileira e trouxe um elenco ótimo, como a própria Mayara e os atores Luciano Chirolli e Marat Descartes, mas mal passou de 1 ponto de audiência.

Por que programas "bons" não dão audiência e programas "ruins" são campeões? Creio que uma parte da resposta esteja no baixíssimo nível cultural de nosso povo, que, apesar de ter emergido para a classe média, continua tão ignorante quanto antes (vale lembrar que ter um notebook ou uma TV de plasma em casa não faz de ninguém um "ser inteligente"). Esse público não está nem um pouco interessado em uma TV de conteúdo inteligente, mas adora ver o Ratinho espancar seus colegas de trabalho todas as tardes, ou ver os "brothers" tomando banho de piscina. É para esse público que a TV aberta é feita, e qualquer tentativa de mudar isso terminará em Ibope pífio. E Ibope pífio resulta em falta de anunciantes, que resulta em falta de dinheiro, que resulta em falta de artistas, que resulta em falta de programas, que resulta em Ibope pífio e etc.



Por outro lado, será que a função da TV é mesmo educar, ou só "entreter", como disse durante toda sua vida o lendário Sílvio Santos, "rei" da TV aberta no Brasil? Para ele e grande maioria, a função da TV é ajudar o telespectador a se desligar de sua vida cheia de problemas e conturbações. Os momentos em frente à TV seriam momentos onde a pesoa não precisa pensar, apenas assistir, rir e se divertir.

Bom, só sei que a gente se vê por aqui, porque somos o blog mais feliz do Brasil, e estamos a caminho da liderança, sempre em rede com você. Esperamos que você tenha prazer em ler nossas postagens.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub