Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

O deus bizarro que se pode ver


@wesleytalaveira Uma das coisas criticadas nas pessoas religiosas é exatmente o fato de crerem em algo que nao podem ver. "Se não vejo, como sei se existe?", argumentam alguns. E é uma crítica válida, pois crer no que não se vê pode dar margem a todo tipo de charlatanismo possível de se imaginar. Mas e quando o que se vê é mais bizarro do que o que não se vê?

Assisti essa semana uma matéria da TV sobre a Igreja Apostólica. A igreja crê em Deus e em Jesus - que não se pode ver - mas a crença maior recai sobre uma pessoa física, viva: o líder "Primaz Irmão Aldo Bertoni", que consideram o "intercessor" das pessoas. Aldo é adorado como deus na Igreja Apostólica. Cantam hinos, oram a ele e pedem sua bênção e seus milagres. Como bizarrice pouca é bobagem, creem ainda na Vó Rosa, uma senhora que eles creem ser a encarnação do Consolador, o Espírito Santo que Jesus prometeu quando viveu aqui. Como a tal Vó Rosa morreu - ou desencarnou para ter mais mobilidade, como eles dizem - alguém precisava assumir o posto deixado por ela, e o tal irmao Aldo foi o escolhido.

O que mais me impressiona é a ingenuidade de pessoas que conseguem acreditar nisso tudo como sendo verdade! Pessoas dedicam a vida a isso e entregam o coração à uma coisa que qualquer olhar mais atencioso identifica como sendo pura balela. É um caso curioso de uma crença numa coisa material que consegue ser mais bizarra do que o mundo espiritual. Mais bizarro do que crer que Madre Tereza ainda está viva em espírito e ouvindo o que as pessoas falam é crer que um senhor de quase 90 anos tem poder para curar alguém.

Quando Jesus disse que "muitos virão se dizendo ser eu ou meu enviado" ele não estava profetizando. Era uma constatação óbvia, já que naquela época já haviam muitas pessoas que se diziam o "Messias prometido" dos judeus. Se Jesus tinha conseguido ganhar alguma fama na época e sabia que iria morrer, o que não iam faltar eram pessoas se dizendo a "encarnação dele", como um tal Inri Cristo... Os charlatões e exploradores da fé alheia sempre existiram e continuarão a existir sempre, por um motivo simples: assim como o crime organizado, o que alimenta o charlatanismo é o fato de existirem pessoas que recebem essa mensagem. Tem gente que acredita que de fato Inri Cristo é a encarnação de Jesus Cristo e que Vó Rosa é o Espírito Santo.

Explorar a boa fé das pessoas, além de crime, deveria ser algo para pesar na consciência dessas pessoas, mas se eles chegam a esse ponto é porque já perderam a consciência há muito tempo atrás.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub