Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

Blog Novas Ideias

Quem disse que só tem um jeito?

O Papa e os "papa-anjos".



Weslley Talaveira - Homens considerados acima de qualquer suspeita que cometem um dos crimes mais crueis da humanidade. Assim posso definir os padres que cometem pedofilia. Homens que deveriam cuidar da vida espiritual de pessoas humildes das periferias desse país aproveitam sua reputação e posição para abusar de meninos e meninas que mal tem como se defender.

Isso ficou muito claro com uma denúncia feita pela TV, no programa do jornalista Roberto Cabrini do SBT. Cabrini e sua equipe entrevistaram vários coroinhas que relataram casos de abusos sexuais cometidos por sacerdotes de Arapiraca, segunda maior cidade do estado de Alagoas, com crianças e adolescentes. Um vídeo mostra um dos dois "monsenhores", Luiz Marques Barbosa, 82, no momento em que mantém relações sexuais com um jovem de 19 anos. A gravação foi feita em janeiro de 2009, ao que parece, por outro jovem que sofreu abusos. O jovem contou que, desde os 12 anos, quando entrou para a Igreja, era alvo do assédio sexual por parte do chamado "monsenhor". A denúncia ganhou repercussão no mundo e chegou ao Vaticano, onde o porta-voz da Santa Sé Frederico Lombardi manifestou-se dizendo que os padres alagoanos já haviam sido afastados. "Foi confirmado que nenhum dos três envolvidos era bispo. Um deles foi afastado da paróquia e será julgado pela justiça civil", disse o padre Lombardi, citado pelas agências de notícias France Presse e Ansa. Os outros dois foram suspensos de suas tarefas eclesiásticas e estão sendo submetidos a um "processo canônico" por suspeita de pedofilia, mas até agora negam tudo.

Na semana passada o Papa Bento XVI divulgou uma carta aos fieis da Irlanda, país que vem sofrendo com padres pedófilos, onde diz se "envergonhar" com os crimes cometidos pelos sacerdotes. Mas nada disse sobre outras lideranças católicas que trabalharam para acobertar os "pecados" de seus pares. O Papa fez apenas declarações vagas e direcionadas a um único país, sendo que católicos de todo o mundo vem denunciando atrocidades.

Não, não sou católico nem nunca fui. Para ser sincero nunca entrei num templo católico, mas admiro a função do padre. Além de serem pessoas que tem uma preparação teológica admirável, geralmente são homens que sentem a vocação religiosa. É por esses que o Papa, a quem admiro muito apesar de não o ver como líder espiritual, poderia ter sido um pouco mais duro em seu pronunciamento. A Igreja precisa mostrar que nem todos os padres estão na Igreja com a intenção de acariciar meninos, assim como nem todos os pastores evangélicos tem a intenção de roubar pobres. Mas como é de praxe na religião, acobertaram os erros. Toda religião tem essa cultura de encobrir os podres de suas lideranças, com o medo de "difamar um ungido de Deus". Enquanto isso, pessoas sofrem nas mãos de crápulas.

Resta saber o que esses pobres meninos e meninas receberão, se será feita justiça pela honra desses garotos.

Gossip Girl no SBT

Postado por Weslley Talaveira



Adolescentes riquinhos que namoram, tabalham e saem juntos. Não, não é uma versão moderninha de Barrados no Baile, é o seriado americano que estreia hoje no SBT, Gossip Girl - A Garota do Blog. A série estreia nessa segunda, 25 de janeiro, no SBT, às 21h15 e chega para substituir Supernatural (ou Sobrenatural, na TV aberta), que chegou ao final de seu quarto ano.

Na TV, os telespectadores viram que Gossip Girl mostrou, em suas três temporadas, ser muito mais do que um seriadinho adolescente qualquer. A série não é tão ingênua quanto suas concorrentes, tem personagens mais bem construídos, os roteiros são inteligentes, dá um show para quem gosta de moda, os protagonistas são mais sacanas e mostram pessoas muitíssimo ricas vivendo em Nova York, que é sempre mais bacana do que Los Angeles. E outra: ninguém é inocente aqui. Em algum momento você vai notar que os personagens têm podres para esconder. E se não têm algo a esconder, logo mais farão alguma besteira.

Os protagonistas de Gossip Girl são Serena Van der Woodsen (vivida por Blake Lively), Blair Waldorf (Leighton Meester), Dan Humphrey (Penn Badgley), Nate Archibald (Chace Crawford), Jenny Humprey (Taylor Momsen), Chuck Bass (Ed Westwick). Os episódios mostram o dia a dia dessas pessoas na escola, namorando, brigando e – com muita frequência – se envolvendo em intrigas gigantescas.

Um lance bacana é que todos os episódios são acompanhados e narrados por uma fofoqueira de plantão, que é a Gossip Girl, ou "a garota do blog" na versão do SBT. Ninguém a conhece (nem o telespectador a vê), mas ela tem contato com todas as pessoas da alta roda nova iorquina. A garota tem um blog e também envia as últimas informações sobre a vida dos outros via torpedo. Ela ainda "ajuda" o circo a pegar fogo quando um dos jovens querem prejudicar alguém e pedem que ela divulgue informações.



Serena (Blake Lively)


Agora o público do SBT - e da TV aberta - poderá comprovar o sucesso de Gossip Girl - A Garota do Blog. Em vários países a série já influenciou o visual de jovens, ajudou a popularizar modelos de celular e virou mania mesmo. Vamos ver o que acontece no Brasil.


Elenco principal:


Serena van der Woodsen (Blake Lively) - é o tipo de garota que todos adoram odiar: linda, alta e loira. É um membro proeminente da sociedade rica de New York. É considerada a garota mais bonita da cidade e tem uma amizade tumultuada com Blair e é descrita como sendo irresistível aos homens. Tem um passado selvagem - dominado por festas, bebedeiras e uso de drogas. Possui diversas características, muitas delas conquistadas pouco antes do seu retorno à cidade. O motivo pelo qual fugiu é revelado ao final da primeira temporada.

Blair Waldorf (Leighton Meester) - membro popular da alta sociedade de New York. Queen B., como é chamada, é um tanto perfeccionista por causa de sua mãe. É uma garota que está sempre competindo com sua, até então, melhor amiga Serena. Tem como inspiração Audrey Hepburn, do seu filme preferido Bonequinha de Luxo. Arrogante, superficial e inteligente, sonha em entrar na universidade Yale e não mede esforços para conseguir o que quer. Namora Nate e o considera seu príncipe encantado. Sua beleza não se compara à de nenhuma outra dama, assim como o seu veneno.

Dan Humphrey (Penn Badgley) - Daniel é o garoto "invisível" da escola, nem um pouco popular, mas nutre uma paixão platônica por Serena. É irmão de Jenny, e eles moram com o pai, no Brooklyn. Adora escrever, café e história. Pode ser definido como o 'filho dos sonhos'; embora seja diferente dos colegas de escola (financeiramente), acaba se tornando igual a qualquer outro e se envolvendo em problemas do qual nunca imaginou passar: Gossip Girl agora também está de olho nele e o apelida de "Garoto Solitário". Teve um relacionamento com Vanessa antes de namorar Serena.

Nate Archibald (Chace Crawford) - bonito, rico, popular e jogador de lacrosse. Sua mãe é uma socialite e seu pai é um ex-capitão da marinha. Desde sempre, foi namorado de Blair e essa rotina o entedia um pouco, tendo um relacionamento tumultuado. Seu hobby favorito é correr no central park com o seu pai. É confuso, não sabendo o que realmente quer para si. Seu melhor amigo é Chuck Bass e por serem filhos únicos, se consideram como irmãos. Seu verdadeiro nome é Nathaniel.

Jenny Humphrey (Taylor Momsen) - Jenny é irmã mais nova de Dan, com o qual tem uma relação de profunda amizade. Tem 14 anos (1ª temporada), mas desejava aparentar mais, já que sempre achou as garotas do colegial melhores do que ela. Pretendia ficar amiga de Blair para sentir o gostinho da popularidade, mas foi mais além. Por um momento, Jenny a destronou. Na série ela se torna muito amiga de Eric, o irmão de Serena.

Chuck Bass (Ed Westwick) - como todo grupo de adolescentes ricos, nunca pode faltar alguém como Chuck: um garoto cujas preferências são sexo e álcool. É bilionário, prepotente, egocêntrico, frio e comparado ao diabo por Gossip Girl. É orfão de mãe e seu pai não lhe dá a mínima atenção e por isso não é muito de demonstrar sentimentos, pois de fato, nunca os recebeu. Charles é seu verdadeiro nome. Sua frase preferida se resume em 5 palavras: "Porque eu sou Chuck Bass!".



Informações do blog O Capacitor e do Wikipedia

O "choque cultural" de Justus



Roberto Justus é CEO do Grupo Newcomm e vice-presidente da Y&R. Em 27 anos à frente de agências que já produziram campanhas memoráveis, revelou inúmeros talentos criativos e entrou para a história da publicidade brasileira.

Justus iniciou sua carreira na área de comunicação em 1981, como sócio da Fischer, Justus Comunicação. Depois de 18 anos, deixou a sociedade para fundar sua própria agência, a Newcomm Comunicação Integrada. Já escreveu dois livros "Coinstruindo uma Vida" e "O Empreendedor", onde conta histórias desau vida e dá lições de empreendedorismo. Em 2009, Justus assinou contrato de 4 anos com o SBT de Sílvio Santos para programas de auditório, o que marcou a chamda "nova fase" do SBT.

Justus sendo apresentado por Sílvio Santos como novo contratado da emissora

Quando vi a notícia da contratação de Justus pelo SBT, logo pensei em algo que, na época, não comentei com ningúem, mas eu sabia que iria acontecer, e está se revelando: a diferença entre Justus e o público do SBT. Justus cresceu em meio às classes A e B, estudou nas melhores escolas, formou-se Administrador pela Universidade Mackenzie e tem relacionamento com pessoas de alto escalão das maiores empresas do mundo. Alguém a se respeitar.

Já o SBT tem sua base no público popular, principalmente as classes C e D, maiores públicos da emissora. O SBT nasceu dos programas de auditório de Silvio Santos na TV Globo e TV Record. Silvio tem fortíssimo apelo popular. E o SBT mantém esse perfil desde sua criação em 1981, o que trouxe muitos resultados satisfatórios para o dono do Baú da Felicidade e da Tele Sena. Até hoje, o SBT é uma emissora popular, e qualquer tentativa de "elitizar" a emissora pode ter danos sérios. O SBT é uma emissora "do povo", como se diz no jargão popular, e não há qualquer necessidade de se mudar isso.

Juntar a formação de Justus com o público popular do SBT é uma tarefa no mínimo complicada. Isso tem ficado evidente no programa de Justus no SBT, o 1 Contra 100. O formato é ótimo, comprado da holandesa Endemol (a mesma produtora do BBB). Porém Justus tem mostrado um "choque cultural" com sua emissora. Isso ficou evidente no último programa, em que ele recebeu a humorista Lívia Andrade. As diferenças entre Lívia e Justus foram gritantes. Lívia não soube responder o nome de um dos 3 Mosqueteiros, o que deixou Justus visivelmente decepcionado.

Lívia Andrade


Justus ainda precisa aprender a não se envolver com os acontecimentos de seus programas. Ele muitas veze toma partido e o resultado nem sempre é bom, como em um determinado programa onde ele chama o participante de "medroso" sem qualquer cerimônia, e ainda faz questão de repetir.

Não dá pra duvidar da capacidade de Justus com o público. Além de gostar de programas e de TV, Justus tem uma determinação para apernder que surpreende muita getne que já está na TV a um bom tempo. Mas ele e sua emisora precisam rever melhro esse "choque", que tem trazido situações no mímino constrangedoras para ambos.

Tanto porque agora, no SBT, ele não pode "demitir" ninguém.

Estreia amanhã 2° temporada de Californication


O SBT estreia, a partir do dia 22 de novembro, a segunda temporada de Californication, inédita na TV aberta no Brasil.

No episódio de estreia, depois de reconquistar o amor de Karen, Hank passa a viver uma nova fase em sua vida, deixando de lado todos os seus vícios. Para aproveitar melhor a vida, ele decide fazer vasectomia.

Mesmo muito feliz com as coisas boas que estão acontecendo, Becca está relutante em mudar de cidade e acaba fugindo para a casa de Mia.
A 2ª Temporada
Nesta fase, depois de reconquistar o amor da esposa, o escritor Hank Moody quer mudar de vida e largar todos os seus vícios. Mas além do passado que não para de bater em sua porta, as tentações do presente ainda o cercam.

No elenco: David Duchovny, Natascha Mcelhone, Pamela Adlon, Madeleine Martin, Madeline Zima e Evan Handler.

Zina e Pânico na TV: a exaltação do ridículo


O Zina, do Pânico na TV, foi detido na manhã desta quarta-feira com um pino de cocaína na zona norte de São Paulo.

Por volta das 7h, policiais militares receberam um denúncia anônima de que dois homens estariam armados na rua Capela da Lagoa, no Parque Panamericano. Durante a revista policial foi encontrado o entorpecente no bolso do Zina. Segundo a PM, ele resistiu à abordagem policial.

O integrante do Pânico na TV foi encaminhado ao 74º DP, na Parada de Taipas, para a elaboração de um TC (Termo Circunstanciado), já que a quantidade apreendida o classifica como usuário.

O programa Pânico na TV é conhecido por seu humor esculachado, que faz piada de qualquer coisa, e com humor critica (ou pelo menos tenta criticar) muitas estruturas da sociedade. Zombam da classe alta, da classe baxa, dos políticos, das celebridades, do que e consideram celebridades, ou seja, ninguém escapa da língua afiada de Christian Pior, Sabrina Sato e equipe.

Ate aí nao vejo nada de mal no programa. Faz bem um humor sem "papa na língua", diferente do CQC, que tenta ser "politizado" e acaba por fazer um humor sem graça, tentando adaptar os stand ups para a TV. Mas o Pânico na TV tem um outro lado que considero insuportável de se ver: o humor baseado na exposição ao ridículo, constragendo muita vezes pessoas nas mais diversas situações, além da baixaria e falta de respeito com pessoas ao filmar matérias em praias de nudismo (supõe-se que se essas pessoas foram até uma praia reservada é porque não queriam se expor). Mas, com surras e bundas, o Pânico vem conquistando a liderança todos os domingos.

Mas o programa se superou com a história de Zina, um sujeito que ninguém sabe da onde veio (um lugar chamado Xurupita) e que virou celebridade ao falar a famosa frase "Ronaldo. Brilha muito no Corinthians", frase essa que não diz nada nem qualquer coisa. Talvez o humor resida exatamente aí, no fato de um sujeito não saber nem o que está falando. Tudo bem, mas daí tornar o sujeito uma celebridade, com contrato em emissora de TV e tudo mais é algo inaceitável. De pobre cachaceiro, Zina virou uma celebridade que cobra R$ 10 mil para comparecer num evento e simplesmente pronunciar "Ronaldo. Brilha muito no Corinthians". Enquanto diversas pessoas se matam em escolas de dramatugia par conseguir papéis ínfimos e ganhar mixarias, um sujeito que ninguém sabe o que faz vira artista.

Ninguém sabia o que faz. Agora sabemos. Confirmando o que eu esperava dele, Zina é dependente químico, tanto que foi preso hoje. O problema não é ser dependente, pois infelizmente muita pessoas hoje no Brasil sofrem com essa lastimável situação. Mas creio que a equipe do Pânico na TV, por ser uma equipe já antiga e com experiência em comunicação, devera ter analisado melhor quem contrata para seus programas. Simplesmente por fazer uma gracinha que todos gostaram de ver, entregaram um contrato a uma pessoa que mal sabem de onde veio.

Porém, infelimente, é assim que a TV brasileira se constroi hoje. Com a desculpa de que "há muito talento na rua", situções cada vez mas ridículas vem sendo expostas aos nossos olhos dia após dia, além da superexibição do sexo gratuito e do corpo da mulher como simples objeto de satisfação sexual. Programas como Pânico na TV, Pegadinhas Picantes do SBT nos mostram que cada vez mais a TV aberta no Brasil (e no mundo, pois isso não é "privilégio" só nosso) vai se perdendo para a audiencia a toda custo. Par ter retorno, vale colocar no ar qualquer coisa.

Agora Zina "brilha muito na cadeia".

Ele está melhor do que imaginavam!

E quem achava que Silvio Santos estava próximo da aposentadoria, pensou errado. Assim como sua própria emissora, quando todos pensam que ele está para sumir, eis que surge de novo fortalecido e mais animado que nunca.

O último da geração dos grandes apresentadores de auditório da TV brasileira dos anos 50 e 60 (Chacrinha e Flávio Cavalcante também eram dessa época), Silvio Santos tem público cativo no seu “Programa Silvio Santos”, um dois mais antigos da TV aberta. Independente de quem esteja no ar nas outras emissoras, sempre terá seus 9 ou 10 pontos de audiência garantidos.

E ontem Silvio Santos fez um marco em sua longa carreira. Entrevistou o fenômeno Ronaldo do Corinthians e mostrou estar mais forte que nunca. Além de conversar com o craque e fazê-lo responder perguntas de pessoas nas ruas, fez as maiores propagandas possíveis de seus produtos: Tele Sena, Baú e Banco Panamericano, fazendo Ronaldo vestir até mesmo o boné com os logos dos produtos. Mesmo conversando com seu ídolo, Silvão não deixou de vender seu peixe! E isso tudo sem falar na audiência considerável: 12 pontos, chegando a liderar por vários minutos. No consolidado, manteve-se na vice-liderança, além de vencer o Gugu no consolidado no Rio de Janeiro (12 contra 9).

Não digo que ele é o único competente da TV. Há sim, muita gente boa por aí, mas Silvio Santos fez escola. Não há um programa de auditório, entrevistas ou o que quer que seja em qualquer emissora que não tenha pelo menos um dedinho de influência do Homem do Baú e nenhum apresentador que não diga que nunca viu inspiração no Chefão. Não é muito difícil ver apresentadores de outras emissoras usando os famosos chavões “está certo disso?”, “certa resposta!”, entre tantos outros. Além disso, seu carisma e poder de contato com as massas é algo espetacular. Isso que faz dele um dos maiores vendedores dos últimos tempos.

Há quem questione o programa, com as mesmas brincadeiras e pegadinhas de anos atrás. Mas o fato é que Silvio mostra que tem muito carisma, além de ter muito fôlego pra brigar por bastante tempo.


Veja essa postagem também no RD1 Audiência

Efeito Gugu na Record



Segundo o jornalista Flávio Ricco, a Record está arrependida de ter contratado Gugu. Não pela audiência, que está até boa (lógico que podia dar muito mais) mas pelos prejuízos que essa contratação trouxe. A começar pelo salário milionário (R$ 3 milhões mensais). Além disso, a Record reconhece que cutucou Silvio Santos com vara curta, ao fazer uma proposta dessas ao mais antigo artista do SBT. Por causa dessa contratação, a Record perdeu para o SBT um número enorme de artistas, dos quais constam não só Eliana e o todo poderoso Roberto Justus, mas também diretores (Leonor Correia e Paulo Franco), jornalistas e autores de novelas, entre outros. Sílvio Santos chegou a ironizar dizendo que estava fazendo "compras" na Barra Funda. Além dessas baixas que resultaram numa queda de qualidade considerável na programação e consequentemente de audiência, a Record se viu obrigada a cobrir ofertas do SBT a outros artistas importantes da casa, como Britto Jr. Ana Hickman, Luciana Liviero, entre outros. Precisou desembolsar MUITO dinheiro, diga-se de passagem.

Esperava-se que o faturamento do "programa do Gugu" cobrisse essas despesas não calculadas. Mas não cobriu. O Programa ainda não atingiu o faturamento esperado e provavelmente não atingirá mais, dado o tempo em que está no ar.

Assim, decidiu-se na Record que, pelo menos por um bom tempo, os artistas do SBT não a interessam mais (haviam rumores sobre a contratação de Hebe e Ratinho). Mexer com o homem do Baú é mais complicado do que pensavam.

Não fosse a Record uma emissora mantida com dízimos da Universal, poderia se considerar uma emissora em dificuldades financeiras. Tudo fruto de contratações e gastos irresponsáveis.

Entrevista com Elaine Cassidy



Direto do blog de Harpers Island - SBT

Em Harper´s Island - O Mistério da Ilha, transmitida pelo SBT, a personagem Abby teve de enfrentar seu maior pesadelo: o de voltar à ilha sete anos depois da morte traumática de sua mãe. O que ela não esperava, é que Wakefield, o assassino, estaria vivo e, junto de seu filho, ainda estava disposto a se vingar da família.

Interpretada pela atriz irlandesa Elaine Cassidy, Abby era a melhor amiga de Henry, o noivo que mais tarde ela descobriria ser cúmplice da nova leva de assassinatos. Em entrevista, Cassidy conta como foi participar da série de sucesso em todo o mundo, e que no Brasil rendeu a vice-liderança absoluta ao SBT.

• Como foi filmar Harper´s Island?
Foi muito interessante trabalhar neste projeto, porque normalmente, quando você faz um trabalho desses, você recebe o script e sabe o começo, o meio e o fim. Sempre foi assim. Mas em Harper´s foi muito diferente e emocionante, porque me foi dada só um perfil da Abby, o que me atraiu. Mas ao longo das filmagens a história era passada episódio por episódio e isso era muito excitante. Algumas pessoas podem achar assustador, porque você realmente não sabe o que vai fazer amanhã.

• A Abby também poderia ser a assassina. Você acha que seria por revanche se fosse ela?
Sim, definitivamente. Ela teve uma experiência muito traumática ao encontrar sua mãe morta e poderia ter lidado com isso de várias maneiras.

• Pra você, qual o motivo do sucesso de Harper´s Island?
É diferente. Não há nada parecido na TV. É mais parecido com um filme de terror com uma mescla de drama, comédia e mistério. É divertido! Eu gosto quando as coisas ficam sombrias, como nesta série e que à medida que passa se torna mais interessante. Harper´s começou doce e alegre com o casamento e foi ficando assustadora.


Após o término das filmagens, Elaine deve dar um tempo do trabalho, já que em 16 de setembro, aos 29 anos, ela deu à luz sua primeira filha com Stephen Lord, Kila Lord Cassidy em Londres.



Do Blog Harpers Island - SBT

A "Revelação" de Íris Abravanel


Assisti só uma parte de "Revelação" nova novela do SBT que estreou ontem. E tenho que confessar: me fez lembrar outras novelas bobas como "Cristal" e etc. Isso porque, entre todos que fizeram comparações da nova novela na internet, ninguém falou de "Canavial de Paixões". Mas tratando-se de Íris Abravanel, creio que irá melhorar.

Alguém disse que, se a Globo, que tem experiência de tantos anos em novelas, às vezes erra e coloca novelinhas toscas, imagine o SBT que há 10 anos não escrevia novelas próprias. O próprio Sr. Abravanel reconheceu que errou ao entregar toda a dramaturgia do SBT à Televisa.

Mas creio que a novela trará bons resultados para a emissora, pois teve algo que há muito tempo o SBT não fazia: boa divulgação.

Temos que avaliar outro fato: o público brasileiro está saturado de novelas: na Globo já temos 3, na Record 2 e Pantanal no SBT. Não sei se ainda tem espaço para mais uma novela, principalmente uma novela nova escrita por quem não tem experiência do assunto e com atores novatos. Mas tudo bem. Vamos dar um crédito ao SBT.

Agora, dizer que as novelinhas toscas da TV Record são melhores, faça o favor! Aquela novela ridícula dos mutantes causa raiva só com o comercial. Qualquer coisa é melhor que essa trama quetenta copiar "Lost", mas só fez besteira. Nã oadianta nada ter atores bons se a trama é estúpida.

Mas Weslley, você assiste novela? Sim e não. Acontece que gosto de analisar a programação da TV brasileira como profissional de comunicação que sou.

E, particularmente, gosto do SBT. Acho a emissora boa, apesar de mostrar um amadorismo sem comparação. O que se percebe é que o SBT tem tanto ouro na mão que se perde às vezes. É só analisar as pessoas importantes que a emissora tem e deixa de lado, como José Nêumane Pinto, Carlos Albeto de Nóbrega e etc.

O SBT é, junto com a Globo, a única emissora que tem os grandes nomes que formaram a TV no Brasil: Hebe Camargo, Carlos Albeto de Nóbrega, Sílvio Santos, Gugu Liberato, entre outros. Tá, se o conteúdo é bom? Não sei, mas foram eles que formaram a TV no Brasil. Se a qualidade é ruim, os culpe!

Qual grande nome a TV Record tem? De onde surgiu Brito Jr? Só se for o Sr. Macedo, que é bem conhecido no Brasil...


.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub